Câncer de mama? / Diante do Diagnóstico

Receber o diagnóstico de um câncer de mama não é nada fácil.

Repentinamente, a mulher se vê enfrentando inúmeras situações novas e inesperadas e também diante de uma série de sentimentos variados. tais como: ansiedade, raiva, tristeza, depressão, isolamento, insegurança ou medo. Saiba que todas essas emoções são freqüentes e podem ou não surgir.

Por onde começar? O que perguntar? Será que eu vou me curar? E agora, o que fazer?

Exames, Cirurgia, pós-operatório, recuperação, Quimioterapia, efeitos colaterais, Radioterapia, Hormonioterapia…

Diante do diagnóstico do câncer de mama, dependendo do caso e da decisão do médico, serão várias as etapas a serem seguidas, podendo ou não incluir todas as citadas anteriormente. Atualmente a oncologia dispõe de recursos avançados de diagnóstico e tem por objetivo maximizar o tratamento da doença assim como de minimizar os efeitos colaterais das diferentes modalidades terapêuticas. Para uma melhor abordagem terapêutica seu médico poderá solicitar outros exames, como por exemplo, o teste com receptores hormonais que prediz se o câncer é ou não sensível à terapia hormonal (que é uma das opções de tratamento).

Algumas mulheres com câncer de mama possuem a proteína ErbB2 em quantidade aumentada e isso pode contribuir para o crescimento e progressão do tumor. Hoje em dia, existem medicamentos específicos para estes casos e por isso, há a necessidade de se fazer um exame chamado imunohistoquímico ou teste FISH.

O tratamento recomendado para o câncer de mama depende do tipo de tumor e também do estágio de desenvolvimento da doença. Para cada tipo de câncer haverá um tratamento especifico que pode incluir cirurgia, quimioterapia, radioterapia, terapia hormonal, terapia alvo e terapia imunológica. O melhor tratamento será definido por seu médico através da analise do tipo específico de câncer associado a exames complementares previamente solicitados.

Escute atentamente tudo o que seu médico menciona e pergunte sobre a duração de cada tratamento, como ele é realizado, o que se pode esperar qual o prognóstico e o que vai acontecer com a doença e com você durante e após o tratamento. É muito importante manter-se informada sobre tudo com o que envolve o tratamento e, principalmente, sobre como ter e manter uma boa qualidade de vida durante e após essa etapa.

 

Fonte:www.oncoguia.com.br